Sub-Base e Pavimentação em CCR - Concreto Compactado com Rolo

Desde os anos 1800 há registos de obras realizadas com sistema de mistura de agregados com aglomerante, compactado por meio mecânico. Existem indicações bem mais antigas, mas infelizmente sem registros detalhados dos procedimentos.

Nessa fase inicial foram realizadas com esta técnica, além de pavimentação, as construções de paramentos e corpos de barragens, pois é uma solução de excelente desempenho mecânico com baixo consumo de aglomerantes e grande produtividade, já que seu lançamento, compactação e acabamento são através de equipamentos mecanizados pesados.

Trata-se de dosagem de agregados com aglomerantes como cal, cimento, cinzas e pozolanas, com baixo teor de umidade, em geral de 5 a 10 % de umidade em massa, e eventualmente aditivos próprios para melhoria das condições de campo.

Também se utilizam fibras na mistura, para melhoria de desempenho e maior controle de fissuração, pois as áreas são em geral extensas e, portanto, mais sujeitas a intemperismo e insolação.

Para pavimentação, utiliza-se o CCR como camada intermediária entre o solo e o revestimento, para garantia de menor desgaste superficial por abrasão, em função de seu baixo consumo de cimento ou adições. A dosagem típica de cimento está entre 120 a 300 kg / m3, dependendo dos agregados e das resistências de projeto.

 

Na Europa há muitas vias em CCR como estruturação e camada final. No Brasil, existem ruas executadas também no mesmo sistema, com mais de 20 anos de uso contínuo sob tráfego intenso.

 

Utilizando o CCR para as camadas de sub-base, já há muitas obras de pisos e pavimentos urbanos, rodoviários, industriais e logísticos executados. Por exemplo, podemos citar o Shopping Dom Pedro em Campinas, no qual sobre a camada de CCR estão assentados os revestimentos dos corredores, lojas e serviços. Outro exemplo é o da Rodovia Santos Dumont, na mesma região.

É normal a utilização, pela Monobeton, de estruturação de pisos não estaqueados sobre solos deformáveis, sistema denominado radier, em placas de grandes dimensões para estabilidade. Ao invés de utilização de camada espessa e armada de concreto convencional, utiliza-se uma camada adequada de CCR e, se necessário, piso mais esbelto em concreto liso para o tráfego de empilhadeiras ou montagem de equipamentos e estantes porta-pallets. Dessa maneira, é possível dimensionar pisos estáveis sobre solos deformáveis, de forma econômica e com os recalques uniformes em grandes placas.

A Monobeton é especialista neste tipo de solução. Solicite estudo técnico para sua obra.